terça-feira, 21 de outubro de 2008

Control - Ian Curtis (Bio - discografia)

Control relata a história de Ian Curtis desde os seus tempos de estudante ao seu trágico suicídio em 1980. O filme destaca o lado humano do vocalista, a relação com sua mulher, Deborah Curtis e com a sua amante, Anik Honoré. Apresenta-nos a luta travada por Ian Curtis contra a epilepsia num crescendo de intensidade, a par do contínuo sucesso da banda, Joy Division.

A película é baseada no livro “Touching from a Distance” de Deborah Curtis, um retrato biográfico da vida de Ian Curtis desde o período da sua adolescência até à sua trágica morte após os três curtos anos de duração dos Joy Division. Ian Curtis uma figura singular que, após lhe ser diagnosticado a doença de epilepsia, se torna cada vez mais alienado ao exterior entrando numa depressão directamente relacionada com algumas das suas más decisões - o facto de ter casado cedo, ter tido uma amante... Tudo isto associado a uma crescente exigência que a banda lhe impunha, leva a um profundo agravamento da sua doença e depressão, resultando no trágico suícidio a 18 de Maio de 1980.

Control foi apresentado pela 1ª vez no Festival de Cannes de 2007 e, nos British Independent Awards, é galardoado com 5 prémios, entre os quais, o melhor realizador (Anton Corbijin), melhor realizador estreante (Anton Corbijin) e actor estreante mais promissor (Sam Riley).

É um filme intenso, dramático que capta bem a essência da época e da personalidade perturbada e depressiva de Ian Curtis. Sam Riley que também é cantor estreia-se no mundo cinematográfico com uma interpretação excelente do vocalista Ian Curtis, quer ao nível da personalidade quer da sua presença em palco.

Embora a performance de Sam Riley tenha sido deveras excelente, nas vocalizações falta-lhe o timbre cavernoso e a colocação da voz que Ian Curtis singularmente possuía.

Um filme a ver, rever, ouvir e sentir...


Bio - discografia

29 de Maio de 1977 - Warsaw estreia-se ao vivo como banda suporte de Buzzcocks na Electric Circus
Warsaw - Demo
Junho 1977 - Warsaw em apresentações ao vivo no The Squat e no Rafters Club em Manchester.

18 Julho 1977 - Gravação de Warsaw Demo na Pennine Sound Studios The Warsaw Demo

Fins 1977 - Mudança de nome para Joy Division – por forma a evitar confusões já
que em Novembro o grupo punk Warsaw Pakt edita um álbum.

Dezembro 1977 - Gravação de 4 músicas que mais tarde serão incluídas no fututo EP An Ideal For Living.


25 Janeiro 1978 - 1º concerto como Joy Division no Pips Disco em Manche
ster
An Ideal of Living
Junho 1978 - An Ideal of Living (EP)

Janeiro 1979 – Gravação de 4 músicas para John Peel, um famoso DJ da BBC Radio 1. O primeiro “Peel Session” foi transmitido 2 semanas mais tarde

Janeiro 1979 - Ian Curtis aparece na Capa do New Musical Express

Janeiro 1979 - É diagnosticada a doença de Epilepsia a Ian Curtis. A sua
experiência com esta doença inspirou-o para escrever “She’s Lost Control”.

Abril 1979 - Gravação do álbum Unknown Pleasures nos Estúdios Strawberry.
Unknown Pleasures
Junho 1979 - Primeiro álbum dos Joy Division: Unknown Pleasures

Julho 1979 - Single “Transmission”

Outubro 1979 - Lançamento dos Singles "Atmosphere" e "Transmissi
on"

Fins 1979 - Single “Love Will Tear Us Apart”

Janeiro 1980 - Tournée pela Europa: Holanda, Bélgica e Alemanha

Março 1980 - Regresso aos Estúdios para a gravação do segundo álbum Closer.

2 Maio 1980 - Último concerto dos Joy Division (Birmigham University). O concerto foi gravado e pôde ser adicionado à segunda parte de Still, constituíndo-se assim num álbum duplo.

Abril 1980 - Single "Love Will Tear Us Apart"

18 Maio 1980 – Ian Curtis suicida-se em casa (antes da tournée pelos EUA e
Closerdurante a gravação de Closer)

Julho 1980 - Closer LP

Verão de 1980 - A banda atinge o sucesso comercial após a re-edição de "Love Will Tear Us Apart". A música atingiu a 13ª posição nos British Single Charts

Setembro 1980 - A Factory Records lança o single “Atmosphere”

8 Outubro 1981- Still , duplo LP em Vinil (a versão em CD foi lançada em Março de 1990). A 1ª parte é composta por trabalho em estúdio e a segunda por músicas ao vivo.

1988 - 8 anos depois da morte de Ian Curtis, é lançada uma compilação denominada Substance

1990 - As duas Peel Sessions são colocadas no mercado em disco.

In 1992 - A Factory Records encerra e os direitos dos Joy Division foram adquiridos pela London Records.

1994 - Todos os álbuns da Factory são re-editados

1995 - Nova compilação dos Joy Division: Permanent

1995 - Deborah Curtis publica o Livro sobre a sua vida com Ian.

Dezembro 1997 - London Records lançam um Box Set de 4 CD’s intitulado Heart and Soul, contendo todas as principais gravações em estúdio de Joy Division e uma selecção de material ao vivo e raridades

Enviar um comentário

  ©

Back to TOP