sábado, 4 de setembro de 2010

Review / Crítica Festival Entremuralhas (1º dia)

A 27 e 28 de Agosto pela primeira vez no sec. XXI, realizou-se em Portugal um festival de contornos musicais góticos, na sua maior abrangência. A organização, as bandas e a comunidade gótica/underground presentes estão de parabéns pelo imenso sucesso.

O Local
O Castelo de Leiria, palco inédito de qualquer evento até então, abraçou entre as suas muralhas a comunidade underground do país e visitantes do estrangeiro criando no seu todo uma atmosfera única, fundindo-se a história e a tradição com o presente. Situado no alto da cidade de Leiria, o festival tinha um acesso como previsível um tanto custoso, principalmente durante a tarde, subindo a encosta a pé com o calor que se verificou durante o fim-de-semana. No castelo estavam montados dois palcos, o palco Alma e o palco Corpo - logo à entrada, para as bandas que encabeçavam o cartaz. Do outro lado do recinto estava o local destinado a exposições, conferências e visualização de filmes.

Sexta, 27 de Agosto

Chegamos ao Castelo por volta das 17h30 e ainda raras eram as pessoas que se encontravam no recinto. Com o passar das horas o número de pessoas foi aumentando e aquando de Ashram já estava o espaço quase completo.

ASRHAM

Esta banda oriunda de Itália, que nos trouxe um som de cariz neoclássico, é composta pelo pianista Luigi Rubino, o violinista Alfredo Notarloberti e pelo tenor, e sua voz graciosa, Sergio Panarella. O concerto extraordinário, quase que mágico com o dueto do violino e piano, tendo como pano de fundo a lua cheia. Melhor para desfrutar de tão profunda sonoridade só num coliseu. O público gostou de os ouvir com demonstrações bem audíveis do seu agrado no final de cada tema. O momento alto da prestação foi "Maria and the Violins String" e o encore tocado no piano a seis mãos.
Setlist:
-Intro
-5 steps
-Sweet Autumn (part II)
-Shining Silver Skies
-Il mostro
-Spirit of the rising moon
-Shine on me
-Solo Violino
-Elizabeth
-Fairy wind
-Lady
-Solo Piano
-Maria and the violins string
-Elisewin
-She’s fiddling
-Nevermore Sorrow

Encore:
-Forever at your mercy
-The First Was A Death Woman (six hands performed song)


ATARAXIA

De seguida viria a segunda banda da noite, igualmente de Itália e de sons dentro do neoclássico, e composta pela vocalista Francesca Nicoli, Vittorio Vandelli no sintetizador e guitarra, Giovanni Pagliari, no teclado, e Riccardo Spaggiari na percurssão. Dado a que o concerto anterior tinha sido extenso, muito do público desligou com Ataraxia, começando a notar-se cada vez mais o barulho de pessoas a falarem (quem sabe talvez também por causa da proximidade de uma banca de bebidas). Porém, havia ainda um elevado número de adeptos da banda que se mantinha absorto de todo meio envolvente, continuando concentrados na sua música e performance.
Ataraxia Festival Entremuralhas Leiria Portugal 2010Foto de Dungeon Master
Setlist:
- Kyrie Eleison
- Astimelusa
- Llyr
- Le ora rosa di Mazenderan
- Evnyssien
- Gloomy Sunday
- Elevazione
- Gayatri Mantra
- May she become
- Etretat
- Aperlae

Encores:
- Ophélie
- Oduarpa

PROJECT PITCHFORK

Terminariam a noite os melhores do festival: a banda alemã Project Pitchfork. A lista de temas escolhida para tocar em Portugal foi bem diferente da do concerto do Amphi Festival, Colónia, Alemanha (com grande parte de músicas da década de 90 como referimos na nossa review do Amphi Festival). Desta feita, ainda bem, pois a participação do público português com a setlist da Alemanha seria talvez menor do que a que realmente se fez sentir.
O concerto começou com God Wrote do álbum "¡Chakra : Red!" de 1997, um bom começo consolidado posteriormente com a "Timekiller", (os And One têm uma excelente cover desta música), altura em que a banda realmente se lançou ao ataque e em todas as frentes, atrever-me-ia mesmo a dizer que foi aqui que realmente começou o concerto. Refira-se que na primeira música, Peter Spilles tropeçou num monitor (altifalante), provavelmente devido a um erro de cálculo, caindo do palco mesmo ao lado dos fotógrafos mas logo rolava pelo chão e se erguia como se nada fosse , continuando a sua performance. Chega a vez de Endless Infinity do novo álbum Continuum Ride, esta música é fabulosa e foi uma das minhas preferidas no concerto. O público já estava rendido, e não parava de dançar e de elevar as mãos a curtir o som desta fantástica banda.

Após uma outra grande música "Carrion", Peter Spilles suaviza um pouco o ritmo com Teardrop, e bem que precisa porque dava o seu máximo na performance jorrando água, não na forma de lágrimas mas em forma de suor. Segue-se uma que viria uma outra excelente música da noite, a Requiem, de 1995, um clássico da banda que é sempre muito agradável de ouvir. O álbum "Dream Tiresias" esteve representado com Darkness, uma linda música do penúltimo álbum da banda, que o público imediatamente reconheceu. Foi porém com Souls que viria o auge do espectáculo com o pessoal a cantar em uníssono "so there are you / and here am I". Com Existence, Peter Spilles incita o pessoal a gritar para acordar o presidente da Câmara (mayor). Tal seria para contrariar as limitações de volume impostas, bem ao estilo da não conformidade de Existence "Don't close your eyes anymore/ Don't cover your ears anymore / Don't shut your mouth anymore /Don't close your mind anymore".

Com o encore veio apenas uma música...A Fear, calma, melódica mas que tem uma mensagem fantástica, e como tal a transcrevo em jeito de finalizar a review de um dia fantástico, com uns senhores ímpares do dark electro, os Project Pitchfork...


FEAR

...a person ruled by it's fears
and why should you be afraid of someone
who is behaving like a small child in the darkness

break in the circle we are living in
and don't be afraid, there's nothing to fear...

"Não tenham medo, não há razões para ter medo!"




Setlist:
-God wrote
-Conjure
-Time Killer
-Endless infinity
-Carnival
-Carrion
-Teardrop
-Requiem
-Alpha Omega
-Darkness
-Souls
-Steel rose
-I am (a thought in slowmotion)
-Existence
-Rescue

Encore
- Fear



Outras ligações de interesse no Portal Gótico:

Enviar um comentário

  ©

Back to TOP