terça-feira, 3 de Maio de 2011

Foto-reportagem Festival Mithos: Phantom Vision, Noctivagus, Secrecy, La Chanson Noire

No passado sábado, 30 de Abril, o Hard-Club foi palco do Festival Mithos que contou com a presença de Phantom Vision, La Chanson Noire, Noctivagus e Secrecy.
A noite foi de facto surpreendente, começando logo com La Chanson Noire que se estreava em formato de banda no Porto, com novos elementos concedendo à sua actuação uma maior expansão em termos sonoros não descurando a força e o jogo mordaz das suas letras. Assim, juntaram-se a Charles Sangnoir, o baixista João Graça, no segundo teclado a Tânia Sofia e na bateria Pedro Almeida... Recordo-me de me render à batida harmoniosa da bateria que, com o baixo, elevava a voz e a música de Sangnoir a uma outra dimensão. Um excelente concerto com hits como o Natal dos Hospitais e o Bordel de Lúcifer a fazer as delícias dos 250 espectadores.

Chanson Noire Festival Mithos Hard-club Porto

Chanson Noire Festival Mithos Hard-club Porto

Chanson Noire Festival Mithos Hard-club Porto

Chanson Noire Festival Mithos Hard-club Porto

Chanson Noire Festival Mithos Hard-club Porto

Chanson Noire Festival Mithos Hard-club Porto

Chanson Noire Festival Mithos Hard-club Porto

Chanson Noire Festival Mithos Hard-club Porto
Setlist La Chanson Noire

Uma canção decente
Valsa de Escombros
Cabaret Portugal
O meu amor tem a força de uma G3
Natal dos Hospitais
Um Português (cover de Linda de Suza)
Bordel de Lucifer
Food for the worms

De seguida, entrariam em cena os Secrecy. Apresentaram uma formação diferente e um conjunto de músicas novas ao público. Embora se denote que estejam mais maduros penso que falta ainda alguma composição e uma afinação entre os vários elementos da banda. Miguel Ribeiro, o vocalista, esforçou-se e deu o seu melhor mas denotava-se algum esforço vocal devido a ter estado um tanto doente nos últimos tempos; não obstante foi um acto corajoso ao assumir os vocais nesta noite. O guitarrista esteve na sua melhor forma. A bateria está demasiado presente, somos incapazes de nos abstrair da mesma e usufruir do conjunto devido à sua predominância em termos gerais.
Secrecy Festival Mithos Hard-club Porto

Secrecy Festival Mithos Hard-club Porto

Secrecy Festival Mithos Hard-club Porto

Secrecy Festival Mithos Hard-club Porto

Secrecy Festival Mithos Hard-club Porto

Secrecy Festival Mithos Hard-club Porto

E eis que se apresentam os Noctivagus, os melhores deste festival. Lino Átila....o que dizer...eu por vezes sentia-me numa mistura de concerto de Fields com Sisters, dada a profundidade vocal que Lino conseguia obter: num momento e num outro mudava radicalmente para um tom natural e isto de uma forma coesa. Surpreendente este concerto, mesmo não tocando clássicos como, por exemplo, "Corta-me a Cabeça", os Noctivagus  demonstraram que não estão presos a um outro hit do passado. As novas músicas estão num profundo registo gótico, com uma intensidade linda de se ouvir e uma composição digna de se ver. É sem dúvida, a par de Chanson Noire e Phantom Vision, uma das grandes bandas góticas nacionais que nos acompanha nesta nossa forma de ser, estar e sentir. Por isso mesmo não tenhamos dúvidas que os Noctivagus estão a fazer e fizeram sem dúvida história no Hard-Club  no passado sábado... Glorioso concerto!

Noctivagus, Hard-club Porto

Noctivagus, Hard-club Porto

Noctivagus, Hard-club Porto

Noctivagus, Hard-club Porto

Noctivagus, Hard-club Porto

Noctivagus, Hard-club Porto

Noctivagus, Hard-club Porto

Noctivagus Setlist:
01. Delirios da luz
02. Em redes de fogo
03. Freaking out
04. Invisible touch
05. Sinal de alarme
06. O gelar das asas
07. Trapped
08. Moskito
09. Night walls
10. One day
11. Pilgrim dimension


Por último, a banda cabeça de Cartaz: os Phantom Vision apresentaram-se no Porto com um início de espectáculo semelhante ao realizado no Festival Gravefest. Mais teatrais, com uma apresentação cénica no palco composta por uma mesa e bebidas, deram-nos a entender que após uns copos, davam um concerto para uma imensidão de amigos. Tiago Barbosa nos teclados esteve sempre muito profissional em termos técnicos, é sem dúvida um elemento coerente na sua prestação e que providencia estabilidade e sentido de direcção à banda. Pedro Morcego, embora mais liberto e sorridente, acusando talvez um um copito a mais, esteve em excelente forma... Este foi um concerto a um nível superior como já nos tem vindo a habituar esta banda e é sempre um prazer ouvir e dançar ao som desta tão nossa tão estimada banda, de contornos Death-Rock.
Phanton Vision, Hard-club Porto

Phanton Vision, Hard-club Porto

Phanton Vision, Hard-club Porto

Phanton Vision, Hard-club Porto

Phanton Vision, Hard-club Porto

Phanton Vision, Hard-club Porto

Phanton Vision, Hard-club Porto

Setlist Phantom Vision:
01. Intro
02. The End Of All Dreams
03. Until Heaven Sleeps Again
04. Last Frontier To Hallow Land
05. Electric Wet Dreams
06. Archfiend
07. One Dollar
08. Change The Past
09. In My Head
10. Millionaire
11. Strange Attraction
12. Total Eclipse 

Em termos gerais este festival não poderia ter corrido melhor, não houve falhas de maior pese embora o arranque algo atrasado e consequentemente o final tardio do mesmo. 
A comunidade gótica uniu-se uma vez mais em torno de um festival e graças ao esforço sempre contínuo dos nossos promotores e Djs nacionais que nesta luta brindam de sucesso alguns eventos e nunca perdem a força que (n)os move por dentro: o gosto pela música e pela cultura gótica e underground.

1 comentário(s):

Mithos 3 de Maio de 2011 às 02:11  

Muito obrigada pela V/ reportagem.

De facto, foi uma noite MÍTHICA!

Agradecemos às bandas e ao público o grande sucesso desta noite.

Ajudem-nos a fazer outras edições.

MITHOS - A LOJA ALTERNATIVA
Rua Latino Coelho, n.º 72, loja 9, Porto
www.mithoslda.com

Enviar um comentário

Cinema: Tron legacy

Portuguese Alternative Charts - Best of 2009

Fields of the Nephilim - Love Under Will

  ©

Back to TOP